1678869
Agitos Mutum - Informando Nova Mutum e Regi�o

POLÍTICA

Vereadores querem paisagismo na Avenida das Gaivotas

Os parlamentares Lucas Badan Faria, Francisco Assis Pereira e José da Paixão Nonato foram os autores da propositura nº 089/2016, onde pede a implantação e execução de projeto de jardinagem e paisagismo na Avenida das Gaivotas, no município de Nova Mutum.

Na justificativa, os vereadores afirmaram que essa é uma avenida com grande movimentação de veículos e pessoas, e necessitam de um trabalho de paisagismo e jardinagem, tendo em vista que a preservação é essencial para o desenvolvimento harmonioso da cidade com o meio ambiente, visando o bem estar geral da comunidade.

Considerando que é possível agregar a preservação das avenidas com o lazer para os munícipes com a execução de projeto de paisagismo, incluindo a construção de passeios para caminhadas, estacionamento, quadras de esportes, parques infantis, entre outros.


GERAL

Mais de 114 mil pessoas estão com títulos cancelados em MT

Os 114.873 eleitores que estão com títulos cancelados em Mato Grosso tem até a próxima quarta-feira (4) para regularizar a situação junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

O município com o maior número de títulos cancelados em Mato Grosso é Rondonópolis (212 Km da Capital) 16.831, seguido por Cuiabá 16.621 e Várzea Grande 7.108 com eleitores em situação irregular.

O TRE explica que após 6 anos que uma pessoa fica com o título cancelado no sistema, ele é definitivamente excluído. Neste caso o eleitor precisa pagar uma multa e retirar um novo documento.

Além de faltar mais de três eleições consecutivas sem justificar, o título também pode ser cancelado se o eleitor não pagar as multas, não comparecer ao recadastramento biométrico ou revisão do eleitorado.

Em 2016 as eleições municipais estão marcadas para o dia 2 de outubro e por este motivo o prazo para regularizar a situação perante o TRE deve ser feito 151 antes da votação, que neste caso termina em 4 de maio.

Esta é a data limite também para os eleitores que possuem algum tipo de deficiência informar o TRE de sua necessidade especial para que o órgão possa se preparar para recebê-lo no dia da votação. Segundo o Tribunal o Estado possui 4.780 eleitores com algum tipo de deficiência.

Para regularizar a situação o eleitor precisa comparecer a um cartório eleitoral munido de documento de identificação com foto e comprovante de residência e também pagar a multa por não ter justificado a ausência do voto, de aproximadamente R$ 3,51 por turno ausente. 

O que acontece com o eleitor com título cancelado?

Um eleitor que está com o documento cancelado fica impossibilitado de votar e também de:

• Solicitar passaporte, carteira de identidade ou qualquer outro documento que necessite da certidão de quitação eleitoral.

• Inscrever em concursos públicos ou tomar posse de cargos ou função pública.

• Receber salário ou qualquer outra remuneração de emprego ou função pública, a partir do segundo mês após a eleição.

• Participar de concorrência pública ou administrativa em qualquer autarquia da União, dos estados, dos municípios ou do Distrito Federal.

• Pedir empréstimos em qualquer banco ou estabelecimento de crédito mantido pelo governo.

• Renovar matrícula em estabelecimentos de ensino público ou fiscalizado pelo governo.

 

GERAL

Usuários reclamam em redes sociais de bloqueio do WhatsApp

Os serviços de troca de mensagens pelo aplicativo WhatsApp já estão bloqueados em todo o país por determinação do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE). A medida vale inicialmente por 72 horas, mas, se houver uma liminar derrubando a decisão, o serviço pode ser retomado antes desse prazo.

O assunto está repercutindo nas redes sociais como Twitter e Facebook. No Twitter, o bloqueio do WhatsApp está em primeiro lugar nos trending tops do país. Além de reclamar sobre a falta do serviço, os usuários fazem brincadeiras sobre como se comunicar sem o whatsApp.

No Facebook, internautas compartilham notícias e opiniões sobre o tema, além dememes relacionados ao bloqueio. As hashtags #nãoaobloqueio e #whatsappsembloqueio também estão sendo usadas.

A ordem de bloquear o WhatsApp ocorreu pelo mesmo motivo que levou ao pedido de prisão do vice-presidente do Facebook, em março deste ano: a empresa não forneceu à Justiça mensagens relacionadas a uma investigação sobre tráfico de drogas. O aplicativo já havia sido bloqueado em dezembro do ano passado, mas o serviço foi restabelecido em 12 horas por uma medida liminar.

Segundo o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), todas as companhias receberam a intimação e cumprirão a determinação judicial.

GERAL

Justiça nega recurso e mantém bloqueio de WhatsApp

GERAL

Nova Mutum vacina mais de 50% da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde

GERAL

WhatsApp recorre de bloqueio judicial que afeta 100 milhões

ÚLTIMAS COBERTURAS ver mais>>>

FEIJOADA DA HORA

FEIJOADA DA HORA

Lançamento

Lançamento

George Henrique e Rodrigo

George Henrique e Rodrigo

GERAL

Serviços de mensagens ganham novos usuários com bloqueio do WhatsApp

O bloqueio do aplicativo de mensagens WhatsApp levou a uma sobrecarga de outros aplicativos semelhantes. O serviço está bloqueado desde as 14h de hoje e, desde então, milhares de usuários buscaram novas formas de comunicação.

O aplicativo Telegram diz ter inscrito 1 milhão de novos usuários. Pelo Twitter, o aplicativo diz que as redes brasileiras estão sobrecarregadas e que os usuários devem esperar pela mensagem de cadastro.

"Suas redes móveis não podem processar tantas confirmações enviadas. Mais de 1 milhão de usuários aderiram ao aplicativo. Outros estão esperando", diz.

A Justiça de Sergipe determinou o bloqueio do aplicativo de mensagens WhatsApp por 72 horas, a partir desta segunda-feira. A decisão é do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE).

Segundo o Tribunal de Justiça de Sergipe, a ordem de bloquear o serviço se deu pelo mesmo motivo que levou ao pedido de prisão do executivo da empresa: o não fornecimento à Justiça das mensagens relacionadas a uma investigação sobre tráfico de drogas.

Esta não é a primeira vez que o aplicativo enfrenta problemas com a Justiça brasileira. Em dezembro, o serviço ficou 12 horas fora do ar por determinação da juíza Sandra Regina Nostre Marques, de São Bernardo do Campo (SP).

Além do Telegram, outros aplicativos são procurados pelos usuários do WhatsApp: o Messenger, ligado ao Facebook; o Skype, o Viber, o Voxer, o Imo, entre outros. Eles permitem a troca de mensagens instantâneas e até ligações de voz e vídeo.

Prevenido, o publicitário Daniel Gonçalves, para garantir a comunicação com amigos e até mesmo com o trabalho, é usuário de todos esses aplicativos. “Quando comprei o celular, eu fui baixando todos, porque em qualquer caso de necessidade, teria todos eles”, diz.

 

CIDADES

Vídeo mostra pescadores dando cerveja para peixe em rio; veja

GERAL

Para Anatel, bloqueio do WhatsApp é desproporcional e pune usuários

ECONOMIA

IPVA pode ser pago com 5% de desconto até dia 10

ESPORTES

6ª Corrida do trabalhador de Nova Mutum é realizada com sucesso: Veja a Classificação




.

Agitos Mutum - www.agitosmutum.com.br

Telefones (65) 8449-0982

Email: redacao@agitosmutum.com.br
leandrocampos@agitosmutum.com.br

© Agitos Mutum - Todos os direitos reservados